Notícias da semana

Uma seleção de reportagens sobre governança corporativa e temas de interesse, publicadas nos principais veículos de imprensa

  • 29/11/2019
  • IBGC
  • Na mídia

84% das empresas não estão prontas para proteger dados pessoais

Oito em cada dez empresas brasileiras não estão preparadas para os requisitos exigidos pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrará em vigor a partir de agosto de 2020, apontou a revista Ciab Febraban, segundo estudo da ICTS Protiviti. A reportagem também utilizou dados do estudo da Deloitte em parceria com o IBGC. Confira!

Herdeiros têm dificuldades de manter empresas familiares

O portal Bem mais Brasília repercutiu estudo do IBGC que mostra que as empresas familiares estabelecem mais regras para a entrada de pessoas da família, do que para disciplinar suas saídas. E apenas 27,6% têm planos de sucessão para cargos-chave. Veja mais.

Após condenação da XP, Bolsa troca julgadores com experiência em regulação

O braço autorregulador do mercado de capitais ligado à B3, a BSM Supervisão de Mercados, mudou quatro de onze membros de seu conselho de supervisão. A ação ocorreu dias após a empresa multar a corretora XP Investimentos. As informações são do portal Jota.

Após se reestruturar, Gerdau investe em inovação e negócios

Após promover mudanças na governança corporativa com a saída da família da gestão do dia a dia do grupo, a Gerdau prepara um plano futuro de negócios. As informações são do Valor Econômico. 

Bolsa e CVM discutem aumento de limite de indenizações

A B3 e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) estão discutindo um novo valor máximo para indenizações. A quantia pode subir dos atuais R$ 120 mil para R$ 250 mil, em linha com o Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Acompanhe o debate.

CVM absolve BTG em caso de suspeita de conflito de interesse na Gerdau

Em decisão unânime, o colegiado da CVM absolveu o BTG Pactual em julgamento na terça-feira (26 de novembro). O grupo avaliou se, enquanto acionista da Gerdau, o banco de investimentos teve interesses alinhados separadamente com a controladora na eleição para o conselho fiscal na assembleia em 2016. Saiba mais.

Carlos Kawall se une a Alberto Safra e deixa banco após nove anos

O economista-chefe do Banco Safra Carlos Kawall se prepara para deixar a instituição. De acordo com fontes do Valor Econômico, ele fará parte da equipe de Alberto Safra em seu novo projeto na área financeira. Alberto deixou os negócios da família no fim de outubro. Confira. 

Lava Jato sabia desde 2016 de acusação que levou ex-Braskem à prisão nos EUA

Preso em Nova York na semana passada, o ex-presidente da Braskem José Carlos Grubisich acusado de criar caixa dois na companhia já havia sido delatado pelo mesmo motivo para o Ministério Público Federal brasileiro (MPF). No entanto, a informação não chegou a virar uma denúncia contra ele no Brasil, informou a Folha de S.Paulo. Saiba mais.

Confira as últimas notícias do Blog IBGC