Partidos políticos foram protagonistas em todos os problemas de governança e gestão pública

Ex-presidente da CVM e ex-candidado do Novo, Marcelo Trindade fala de movimentos suprapartidários e partidos políticos no Brasil

  • 04/12/2019
  • Equipe IBGC
  • Eventos
backgroundImageAlt1

Trindade, Mufarej e Luz em exposição durante evento realizado pelo IBGC

“Nos últimos anos, o Brasil passou por uma série de escândalos em que os partidos políticos foram protagonistas de primeira ordem em todos os problemas de governança e gestão pública”, avaliou o advogado Marcelo Trindade.

Ex-presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e ex-candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo Partido Novo, Trindade falou dos movimentos suprapartidários e dos partidos políticos como exercícios de cidadania que podem conviver perfeitamente. “Ser de determinado partido não invalida que o candidato compartilhe valores com outras causas. Pessoas têm visões e militâncias específicas. É preciso mais de meio e menos de ponta”, defendeu.

De acordo com ele, o regime brasileiro foi desenhado para grandes partidos, o que deve continuar com as recentes regras eleitorais. “Um partido pequeno que queira mudar o Brasil atual ou ter uma posição relevante no país deve ter seus valores, mas manter uma abertura para novas posições e ideias”, disse.

Fundador do movimento RenovaBR, Eduardo Mufarej, falou da convivência entre movimentos e partidos como parte de um processo da sociedade brasileira. “Na medida em que mais pessoas possam participar da qualificação política, independente de ideologia e em qualquer esfera social, poderemos buscar uma situação realmente diferente”, afirmou.

Para ele, os partidos atualmente viraram organizações conectadas com atividades criminosas. “É muito difícil você oferecer para pessoas que trazem sua reputação a entrada na política por meio de uma entidade criminosa”, explicou. “É importante que a gente constitua novos caminhos para que os cidadãos de bem participem da política. Alguns partidos fazem bons trabalhos nesse caminho e acredito que não temos que entrar em uma polarização se essas candidaturas vão ocorrer via partidos ou candidaturas avulsas e independentes. Quanto mais caminhos, melhor”, completou.

Trindade e Mufarej participaram de café da manhã realizado pelo IBGC e patrocinado pela PwC na terça-feira (3 de dezembro), em São Paulo. A moderação do debate sobre a conciliação de partidos políticos e movimentos suprapartidários foi feita pelo presidente do conselho de administração do IBGC, Henrique Luz.

Confira as últimas notícias do Blog IBGC

Goldman Sachs quer mais diversidade em conselhos

Goldman Sachs quer mais diversidade em conselhos

24/01/2020

Banco anunciou que recusará IPOs de companhias com apenas conselheiros brancos e heterossexuais

Saiba mais
Notícias da semana: barragem em Brumadinho não era a que mais preocupava a Vale

Notícias da semana: barragem em Brumadinho não era a que mais preocupava a Vale

24/01/2020

Ministério Público traz lista de dez barragens da Vale em “situação inaceitável de segurança”. Brumadinho não era uma delas; Veja essa e outras notícias

Saiba mais
Para Paulo Salles de Toledo, sigilo é a essência da atuação do CAC-Conduta

Para Paulo Salles de Toledo, sigilo é a essência da atuação do CAC-Conduta

24/01/2020

Conheça a atuação do colegiado do IBGC responsável pela administração de conflitos de interesse

Saiba mais
Menos passado e mais futuro

Menos passado e mais futuro

23/01/2020

Especialistas traçam perspectivas para os conselhos de administração em 2020

Saiba mais
BB, Cemig e Natura compõem ranking global das 100 empresas mais sustentáveis

BB, Cemig e Natura compõem ranking global das 100 empresas mais sustentáveis

23/01/2020

Brasileiras foram citadas em lista da revista canadense Corporate Knights

Saiba mais
Conselho do futuro e o balanço entre propósito e ROI

Conselho do futuro e o balanço entre propósito e ROI

21/01/2020

Subgrupo Conselho do Futuro, da Comissão de Conselho de Administração do IBGC, fala em responsabilidade social e socioambiental

Saiba mais